My Cart 0

ARTIGOS

Os benefícios de comunicar assertivamente!

Num mundo onde cada vez mais recebemos estímulos de diversos locais, comunicar assertivamente nunca foi tão fundamental.

O nosso nível de atenção está bastante disperso e por vezes quando comunicamos, a mensagem não é recebida da forma como gostaríamos, ou porque o interlocutor não está focado e a sua mente está a vaguear noutros temas, ou por que não conseguimos captar devidamente a sua atenção. Noutras ocasiões até receamos fazer algumas afirmações, perguntas, comentários, por receio, falta de confiança, ou até por sabermos que quem está do outro lado é demasiado agressivo e preferimos ficar no nosso “canto”.

Mas, será que está a comunicar de uma forma assertiva?

Nem sempre é fácil identificarmos um comportamento que seja efetivamente assertivo, pois a assertividade requer equilíbrio.  Tem de ter em conta os “dois lados da medalha”. O seu e o do seu interlocutor ou interlocutores.

A franqueza do que deseja, necessita e do que pode ajudar ao fazer acontecer, é um dos pontos primordiais na assertividade, bem como analisar exaustivamente o que o outro também deseja e necessita. Afinal você não está a comunicar para si, mas sim para os outros, pois caso contrário seria um monólogo.

A forma como o diz é também fulcral, pois o resultado alcançado pode ser muito distinto.

Ao comunicar assertivamente consegue expressar as suas ideias de um modo mais direto. Ser assertivo não significa que tenha que dizer a tudo que sim, pois é muito importante expressar que está em desacordo, se for esse o caso,  mas de uma forma honesta e sem agressividade, fazendo entender o seu ponto de vista.

A assertividade tem benefícios tanto a nível profissional, como pessoal.

Benefícios de ser assertivo:

 

1. Aumenta a autoconfiança

Quando se sente mais autoconfiante, gera mais valor para si e para os outros.

2. Existe sempre uma solução

Por muito que por vezes possa parecer difícil, existe sempre uma solução para os diversos problemas que o rodeiam. Se não consegue fazer sozinho, peça ajuda.

3. Pensar “win-win”

Gostar de soluções “win-win” e não estar em luta permanente para ter razão, ou ganhar. O resultado final é o mais importante.

Quando comunica, deve também ter em conta:

A Postura corporal

Imagine que está em pé e com os braços abertos. A sua parte vertical é aquela que lhe o liga à terra/chão. Já os seus braços são o que servem para o conectar com os outros e por isso são tão importante serem utilizados, para poder reforçar a mensagem que quer passar e assim gerar uma maior atenção.

No entanto tenha em atenção para não gesticular demasiado, principalmente com os braços muito levantados, ou apontando, pois nesse caso o resultado é exatamente o inverso. A comunicação não-verbal torna-se agressiva e o seu interlocutor começa a sentir-se incomodado.

O Olhar

Dizem que os olhos são o espelho da alma. Sorria com os olhos e seja genuíno.

Se tiver de comunicar uma mensagem mais difícil, mostre compaixão também com o olhar.

A voz

Modele a mesma de acordo com o tema que está a falar. Seja ritmado.

Estou convicta que vai brilhar!