My Cart 0

ARTIGOS

Fazer apresentações em público incomoda-o?

Fazer apresentações em público é uma das tarefas que tira o sono a muitas pessoas e se não for bem executada, pode efetivamente causar muitos transtornos.

Pense no seguinte cenário: Acabou de ser informada(o) que tem de fazer uma nova apresentação, porque um dos Diretores Internacionais, vem visitar o seu País e quer conhecer a equipa local. Tem de fazer uma “Business Review/Revisão do Negócio” para alguém que não conhece, mas para a qual necessita causar um grande impacto.  Aqui começa o momento de stress. O seu pensamento imediato é, com tanto trabalho que já tenho, só me faltava mais esta…

É-lhe familiar esta situação?

Acredite que na minha carreira profissional a trabalhar em multinacionais durante duas décadas, passei inúmeras vezes por esta situação, entre outras e por isso entendo bem o que sente.

Aqui encontra 3 dicas que considero que a(o) podem ajudar:

1. Planei com eficácia

Achamos sempre que o tempo nunca vai chegar para tanta coisa que temos de preparar, já que o trabalho do dia-a-dia continua.

Considere, no entanto, fazer o seguinte, para ter um maior foco relativamente a esta nova tarefa: Respire fundo, tenha uma folha de papel em branco ou diretamente no computador, comece por pensar em primeiro lugar: Qual o resultado que espero alcançar com esta apresentação?

Muitas vezes começamos logo a preencher os famosos templates habituais e esquecemos este ponto tão importante. Comece sempre com o fim em mente. Tendo este ponto bem definido, consegue melhor planear a sua introdução que tem de ser impactante, bem como o respetivo desenvolvimento e fecho

2. Pratique sem decorar

O maior erro que pode cometer quando está a treinar a sua apresentação é tentar decorar a mesma, pois se no momento em que está a apresentar se esquecer de algo que decorou, vai começar a bloquear e a sua ansiedade aumentará significativamente.

Tenha uma folha junto de si apenas com os principais tópicos e num corpo de letra bem destacado, para que se lhe falhar algo, possa olhar discretamente para a mesma e assim poder dar continuidade ao tema que não queria mesmo deixar de referir.

Treine a sua apresentação como se de uma conversa se tratasse e não uma apresentação.

Grave-se e veja o resultado. O que acha? Parece-lhe bem? Deve melhorar alguns pontos?
Volte a praticar, praticar e praticar até se sentir mais confortável.

3. Brilhe durante a apresentação

Preferencialmente, apresente-se e fale com os seus interlocutores antes de iniciar a sua apresentação. Se tiver essa oportunidade até antes de entrar na sala onde irá decorrer a mesma. Aí poderá começar a estabelecer uma conexão anterior à de estar na posição de apresentador(a) e em “palco”, facilitando imenso todo o processo.

Comece por sorrir, já que um sorriso, vale por mil palavras.

Utilize frases curtas, claras e decisivas, pois demasiada informação confunde a audiência, mesmo por muito entendida que seja no tópico.

Sempre que passar de um tema para outro faça uma pausa estratégica. Um silêncio curto faz toda a diferença.

O início e o fim do seu discurso têm de ser impactantes, pois vão ser o que a sua audiência mais vai memorizar.

Não leia os slides, nem se vire de costas para a sua audiência. O seu público está ali para a(o) ouvir. Caso contrário, tinha enviado a apresentação por e-mail e não seria necessário apresentá-la.

 

A habilidade de Falar em Público treina-se e afinal de contas ninguém nasce ensinado.

Pratique bastante e estou segura que irá brilhar!